Comprar o primeiro apartamento não é uma tarefa simples, mas com bom planejamento, organização e ajuda de uma imobiliária, tudo fica mais fácil. 

É fato que existem diversos apartamentos à venda, mas até encontrar o ideal será necessário analisar muitos fatores importantes. 

Ainda que você tenha especialistas ao seu lado, é importante pesquisar um pouco sobre o assunto para agilizar o processo e garantir melhores escolhas. 

Portanto, se você está pensando em comprar o primeiro apartamento, veja no post de hoje 8 dicas importantes.

Dicas para comprar o primeiro apartamento

1. Tenha um planejamento financeiro

O primeiro passo para quem quer comprar o primeiro apartamento é analisar sua saúde financeira, criando um planejamento sólido para atingir seus objetivos. 

Para isso, é importante estudar seu orçamento, suas receitas e despesas, para assim definir o tipo de apartamento que pode comprar. 

Portanto, defina metas e estabeleça prazos alcançáveis e assim tenha maior tranquilidade, seja optando pelo financiamento ou pagamento à vista. 

2. Entenda seus custos

Diretamente ligado com o tópico anterior, é importante analisar seus gastos atuais e compreender o que pode ser eliminado ou reduzido. 

Sendo assim, coloque no papel ou em uma planilha tudo o que entra e o que sai, como gastos com alimentação, moradia, saídas no final de semana, etc. 

Dessa forma, poderá entender por completo seus gastos, podendo remanejar certas despesas para conquistar seu sonho de ter o próprio apartamento. 

3. Pesquise o mercado imobiliário

Depois de entender seu fluxo de caixa pessoal, você também deve analisar a situação atual do mercado imobiliário, visto que é bastante dinâmico e pode ser influenciado pela política e economia de nosso país. 

Sendo assim, não deixe de ler reportagens de veículos confiáveis, assim como pedir a opinião de especialistas no assunto. 

Avalie ainda o preço do metro quadrado da região que pretende morar, formas de pagamento disponíveis e outras questões que façam parte do segmento. 

Por fim, não se esqueça de checar a reputação de instituições financeiras e construtoras que pretendem negociar. 

4. Conheça as formas de pagamento

Outro ponto importante é escolher a forma de pagamento que mais se adequa às suas necessidades e perfil. 

Por exemplo, caso tenha o dinheiro para realizar o pagamento de forma integral, deve-se lembrar que existem impostos que precisam ser pagos, devendo reservar uma quantia para isso. 

Por outro lado, caso pretenda financiar, uma boa dica é dar o máximo de entrada possível a fim de reduzir o valor das parcelas e não pesar posteriormente no orçamento. Dessa forma, você ainda será capaz de quitar as prestações em menos tempo. 

5. Opte por novo ou usado

Não se esqueça ainda de escolher entre um apartamento novo ou usado, sendo que ambos possuem suas vantagens e desvantagens. 

Portanto, lembre-se de avaliar suas necessidades, desejos e prioridades. Por exemplo, apartamentos mais novos costumam ser menores, mas contam com áreas de lazer equipadas, com piscinas, churrasqueira, academia, etc. 

Por outro lado, apartamentos antigos não contam com áreas de lazer muito atrativas, mas sim com ambientes mais espaçosos e ideais para famílias maiores. 

6. Estude os bairros que pretende morar

É importante analisar muito bem o bairro que pretende morar, visto que a escolha certa irá garantir menos deslocamento e, consequentemente, melhor qualidade de vida. 

Sendo assim, para quem costuma utilizar transporte público, é importante optar por bairros com fácil acesso ao metrô, linhas de ônibus, etc. Além disso, tenha em mente que um bairro bem localizado pode se tornar ainda mais valorizado no futuro.

7. Análise a vizinhança em diferentes horários 

Depois de escolher o apartamento, faça uma visita ao bairro em diferentes horários antes de fechar o negócio. Dessa forma, você irá compreender a dinâmica da vizinhança e assim evitar problemas no futuro. 

Por exemplo, para quem trabalha em casa, morar em um lugar muito agitado e barulhento pode não ser a escolha ideal. Portanto, observe como é o trânsito na rua que pretende morar. 

Além disso, se tem criança pequena em casa, observe se existem bares, restaurantes e buffets infantis, visto que podem incomodar o pequeno na hora de dormir. 

8. Estude a documentação

Por fim, mas não menos importante, analise toda a documentação do imóvel e do financiamento, se for o caso. 

Caso seja leigo no assunto, conte com a ajuda de profissionais especializados, como advogado ou imobiliária, visto que já estão acostumados com a papelada e podem informar com rapidez o que precisa ser alterado ou ajustado. 

Sendo assim, analise se a documentação e impostos do apartamento estão em dia, especialmente quando falamos de imóveis usados. 

Dessa forma, você terá maior tranquilidade e não precisará se preocupar com nada no futuro. Então, com as dicas do post de hoje temos certeza que você será capaz de comprar o apartamento ideal de maneira mais simples. 

Afinal, ainda que exija um investimento relativamente alto, com planejamento, organização e os profissionais certos, você irá conseguir atingir seus objetivos. 

CR Imóveis. Imobiliária na Praia Brava.

Confira: Apartamentos na Praia Brava.

Comments

comments